14.9.05

Motivos de ausência

Presumo que seja possível habituarmo-nos a qualquer coisa, mesmo a ver alguém a morrer. Presumo que isso seja possível apesar da dor não ser divisível mas sim epidémica. No entanto, não me consigo habituar a ver alguém reduzido à solidão, ao medo. Nunca consegui. Mesmo sabendo que tal como a morte alheia, também o medo é transitório, e que é a existência de um "depois" que nos endurece a pele.

2 Comentários:

At 2:22 da manhã, Anonymous Ana [Lua] disse...

A solidão é um dos horrores do mundo actual...

 
At 1:32 da tarde, Blogger Turno da Noite disse...

Bem sei transvergir, mas retomo o tema dessa nossa potencial habituação. Acrescento o convencimento de nos habituarmos a qualquer coisa, a tudo. Desde que estejamos sentados.

 

Enviar um comentário

<< Home