16.11.05

Cortante

Há quem goste do verão pelos umbigos, pelos decotes, enfim, pela panóplia de mimos que o calor propicia. Pessoalmente gosto de ombros, de ombros dourados que o sol povoou laboriosamente com sardas. No entanto, gosto igualmente desses mesmos ombros longe da vista, enterrados no pino do inverno, puros. Gosto sobretudo da sedução que sobrevive às estações, que se adapta, que se apropria langorosamente das mutações sazonais. A revelação em si não me diz grande coisa: a perdição vem com o acto criativo.

3 Comentários:

At 10:58 da manhã, Blogger clô disse...

Gorros de lã tricotados com relevo, botas farfalhudas, casacos de fazenda com muitos botões...

 
At 4:40 da tarde, Blogger O Silva disse...

Qualquer coisa invernal, desde que seja usada com muita classe.

 
At 9:44 da tarde, Blogger Su disse...

conclui que gostas de ombros de verão e de inverno :)))))))))

jocas maradas

 

Enviar um comentário

<< Home