10.2.05

Sonho de um fim de tarde de inverno


Quando andei pela Bahia, fi-lo em condições pouco recomendáveis. Na altura, tentei ler muito e não me envolver em demasiadas imbecilidades, numa tentativa desesperada de não vender a alma ao diabo. No final deste dia de temperaturas a fazerem lembrar vagamente os vinte graus, já só consigo pensar precisamente em imbecilidade e palmeiras. Não é preciso muito para o verniz do elitismo-colado-com-cuspo estalar. Apesar de isso não ser desculpa para nada, a carne continua fraca.

3 Comentários:

At 10:01 da tarde, Blogger mm disse...

Perdoa o egocentrismo: tenho uma foto quase quase igual, mas em Cuba e com "O Leopardo".

 
At 3:25 da manhã, Blogger t&v disse...

humpf!!
e nós aqui a tiritar de frio e a aturar o santana e o sócrates!! não acho nada bem...

 
At 4:03 da manhã, Blogger jMAC disse...

carne!!!
carneeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!!!1

 

Enviar um comentário

<< Home